domingo, janeiro 14, 2007

Mudanças

Estou a mudar-me de malas e bagagem para aqui:

http://ofactorf.wordpress.com/

Actualizem os vossos favoritos! :]

quinta-feira, janeiro 11, 2007

Entrevista Assim-Assim

Não sei se fui o ùnico que reparou no enorme nervosismo de Ricardo Araújo Pereira na Grande Entrevista.

Eu só tenho uma explicação:

O Ricardo Araújo Pereira nutre uma paixão secreta pela Judite de Sousa.

E é óbvio que lhe foi muito díficil passar aquele programa inteiro sem se declarar. Eram os tiques, era o bloquear de ideias, era o enrolar-se todo.

Ora aqui vai uma ideia para um sketch dos Gato Fedorento: E que tal uma imitação do Ricardo Araújo Pereira na Grande Entrevista?
Eu até tenho uma sugestão ousada e inédita, e que tal se fôr o Ricardo Araújo Pereira a fazer a imitação?
Será que tal acto causaria uma distorção humorístico-temporal? Será que os Gato Fedorento arriscariam a vida de milhões (valor aproximado) de pessoas e de uma (1) andorinha africana por uma piada?

Será que este post não faz sentido?
Não perca o próximo post, no mesmo f-sítio, à mesma f-hora! (ou seja, qualquer hora que me dê na gana escrever sem razão sobre uma particularidade deveras insólita e insignificante)


Contagem de "Ricardo Araújo Pereira" neste post: 4.

Contagem revista de "Ricardo Araújo Pereira" neste post: 5

Contagem actualizada de "Ricardo Araújo Pereira" neste post: 6

Contagem... (hmm, algo me diz que este método de contagem de "Ricardo Araújo Pereira" em posts é algo falível)

sexta-feira, janeiro 05, 2007

Menino imita execução de Saddam

"Menino de 10 anos imitou execução de Saddam e morreu"

Ainda me lembro que no meu tempo tentava-se imitar o super-homem, saltando do 5º andar e assim, agora imitar a "execução" de quem quer que seja bate um recorde de estupidez infantil.

Eu quando era puto lembro-me de imaginar que era o homem-aranha e que me colava às paredes, mas não tirava os pés do chão à espera de me colar mesmo...

"Creio que, talvez, esta criança tenha feito algo que lhe pareceu divertido sem ter a maturidade emocional e psicológica para pensar no que fazia" - comentário de Edward Bischof, psicólogo.

Só nos Estados Unidos para uma coisa como uma execução parecer divertida, bem, estamos a falar do estado do Texas... O estado donde vem o sr. Bush (para quem não percebeu, este senhor não é o culminar da inteligência ou sequer da boa educação).

Há outra coisa que me intriga, será que os americanos andam com os putos de 10 anos no carrinho de bebé ainda? Não tem maturidade psicológica? Ok, aceitável... É estúpido que nem uma porta e não tem a noção que uma execução implica morte? Err... Alguém anda a superproteger os jovens americanos quer-me cá parecer.

Será que este menino também vai ser considerado um mártir que se opõe aos Estados Unidos, capitalismo, etc, etc?

Bem, não sei, mas que merece um Darwin Award, merece. E recebe o meu prémio de factor F-ismo, sem dúvida, no que se traduz no mais jovem premiado deste galardão.

Se este post, não servir para mais nada, então que sirva para várias crianças como um aviso: Se aguma coisa parecer muito mas mesmo muito divertida e superpoderosa (ou neste caso pós-tirânica) e não estão com um adulto responsável ao pé, então não o façam, porque provavelmente é uma coisa muito muito causadora da vossa morte. :) E lembrem-se que se forem muito muito novinhos, os vossos pais fazem um novo e esquecem-se de vocês. Se forem mesmo muito muito novos e não conseguirem ler, então desliguem a internet, porque provavelmente andavam à procura de porn seus porcos! "Gugu dádá é xó pa ver imaxéns!" 'Tou de olho em vocês seus caga-fraldas.

segunda-feira, dezembro 11, 2006

Abram alas para o Noddy, Lord Of Darkness!

Agradeço ao Gato Fedorento e aos Moonspell a inspiração que me deram para criar esta personage:


Noddy, Lord Of Darkness by ~TheDevilMayCry on deviantART


Abram alas pró Noddy!!! LORD OF DARKNESS!!! \m/

P.S.: Yah, fui eu que desenhei, e para quem não percebeu nada, veja o Gato Fedorento de Domingo passado para perceber :P

terça-feira, novembro 28, 2006

Acorrentados

Há um ditado que diz: "De Espanha nem bons ventos nem bons casamentos."
Este ditado português obviamente pode aplicar-se a todos os tipos de relações no domínio da vizinhança.

De certo que todos têm vizinhos, mais perto ou mais longe, mas todos nós partilhamos um sentimento mútuo por eles que é o desagrado. É uma relação forçada e não uma relação criada por vontade própria. Às vezes criam-se estas realções inadvertidamente com um simples: "Podia dizer-me as horas?".
O certo é que ninguém escolhe os vizinhos que tem. (Ou até há aqueles que escolhem, mas são mais conhecidos por stalkers, mas isso é assunto para outra altura).

Ora, muitas das vezes esses caros vizinhos tentam incluir-nos nas suas actividades diárias, seja por uma conversa sobre algo pelo qual não temos mínimo interesse, seja numa actividade que não estaríamos à espera de fazer nem quereríamos efectuar; "Vizinha, arrainge-me uma xávuna d'açucre!" ou "Vizinho, vou de fériaz tome-me conta do gátu sáxabore." são apenas exemplos. Quando o/a vizinho/a ainda é comestível no plano sexual e surge no horizonte a possibilidade desse favor ser retribuído com uma bela sessão de "vou-ta saltar prá espinha" o assunto nem é pernicioso... Mas são casos raros e portanto não vou estar para aqui a falar de excepções.

Ora, no domínio da internet virtualmente qualquer pessoa pode comunicar com outra, logo o número de vizinhos ascende exponencialmente em relação aos nossos vizinhos físicos. Mesmo assim, todos os subprodutos da relação de vizinhança se mantêm, sendo o mais irritante as chamadas correntes (ou chain-qualquer-coisa i.e. chain-mails).

Ora, uma das minhas vizinhas desta rede mundial decidiu passar-me um dos tais bichos, em versão "passa ao outro e não ao mesmo", obviamente como não admiro tais vulgaridades, gerei este post.

Não, ninguém gosta de correntes, nem que morram gatinhos, nem que o MSN passe a ser pago, nem se morrerem três pretos e um cão na Damaia, nem mesmo se um destes três indivíduos nos vier violar à noite se por acaso cairmos na tentação de não continuar estas correntes.

Porquê? Porque ninguém gosta de ser coergido a fazer algo que não quer (reparem na finesse com que de repente fiz a relação com o tema "vizinhança").

Dito isto em vez de 5 manias digo só uma:

- Tenho a mania de ter cabecinha para pensar e não entrar em jogos idiotas.


Mai nada! E esta corrente acaba aqui! Da minha parte ninguém vai ser importunado por estas coisas.


P.S.: A todos os pervertidos que ficaram a pensar nisso, NÃO, não sei se a vizinha é boa ou não, o que de qualquer maneira pouco me interessa, porque se andasse à procura de gaja ia antes ao "catálogo de carne humana & restos" também conhecido como hi5.

quarta-feira, novembro 22, 2006

Cenas extra!

George Lucas vai novamente adicionar cenas à trilogia Star Wars original:




Eu acho que fica muito melhor.

:)

quarta-feira, novembro 08, 2006

Indignado

A todas as pessoas que andam por aí a dizer que ouvem "música".


Anathema - Flying

Pois é, de repente isso que clamam parece idiotice não é?


Quando se canta algo com sentimento, e não "yô próps vô-te xinar e roubar-ti a dáma", de repente torna-se claro que há gente a mais sem gosto que se esconde perante o que está "na moda" para tentarem ser aceites na sociedade, e há os indivíduos que não dão um peido a essas idiotices passageiras.

Claro que uns quando olharem para trás, vão-se lembrar de como eram "idiotas as coisas dantes" e outros vão-se lembrar que há coisas que são intemporais e ainda hoje nos tocam (adivinhem quais são uns e outros tendo em conta o exemplo de cima).


Anathema


'Cause you are what you hear.

Se uma única pessoa sair deste blog a tentar mudar os seus deficientes gostos musicais (para aqueles que os têm deficientes obviamente) já valeu a pena o trabalho de escrever isto tudo.

segunda-feira, novembro 06, 2006

Adivinha!

Porque é que a Coca-Cola faz um anúncio sobre os não-malefícios da Coca-Cola com um velhote qualquer de 80 e tal anos?













Resposta: Porque os mortos não falam!