quarta-feira, junho 22, 2005

À antiga!!!

Apesar de toda a gente pensar que engenharia informática (em qualquer lado e não apenas no ISCTE) é assim uma espécie de curso vanguardista, com alunos equipados com o mais recente soft/hardware, com visores lcd em óculos todos espaciais e foguetões no rabo, isso não é bem assim.
(agora digam lá se esta introdução não vos puxou o interesse para o resto do artigo?)

A engenharia informática na verdade pode-se comparar à magia, e não é aquela em que se tira um coelho duma cartola ou um conjunto de panos coloridos do rabo de alguém (atentem, é a segunda vez que digo "rabo" neste artigo), estou a falar daquela magia "a sério", daquela dos livros de fantasia (se alguém disser Harry Potter, já são três vezes neste artigo que se falou num rabo).

Claro que toda a gente espera que eu agora termine esta fascinante comparação, então aqui vai:
Toda a gente sabe que na magia, os feitiços mais poderosos são os mais antigos, de tempos de trevas, e aqueles que ninguém pode pronunciar pois causam desequilíbrios no mundo, dão azo a catástrofes, criam livros de fantasia, e escritores de fantasia com os bolsos cheios de guita (sim, porque qualquer livro de fantasia que se preze tem um feitiço arcano qualquer pronunciadao e lá vêm depois os heróis trabalhar em horas extraordinárias para salvar o mundo). Ora, em que medida isto se relaciona com programação? Nada? Dirão vocês (e muito provavelmente com razão, mas claro que eu vou inventar qualquer coisa para vos refutar a teoria seus míseros e pouco imaginativos discípulos de JAVA).

NA VERDADE, muitas vezes se ouve nas aulas (e mais do que se esperaria neste tipo de curso) a infame frase: "É à ANTIGA!!", proferida entusiasticamente por vários professores e por vezes mesmo por alunos.

É incrível ver como o curso mais ligado às tecnologias tem no seu seio (tiveram sorte aqui, era pa escrever "rabo" que assim aparecia 3 vezes, ou quatro para os que falaram no HP) pessoas que prezam tanto o fundo histórico e quase mitológico dos primórdios binários. Aliás, houve gente que se divertiu a fazer o trabalho em assembly e que disse que era melhor que essas linguagens de programação novas. Pecado amigos!!!! Pecado eu vos digo! Programação à antiga em binário e a mexer nos flip-flops.

No entanto lembrem-se, que o que estamos a aprender agora estará desactualizado em algum tempo, e futuramente isso será o "à antiga" e gritaremos juntos num jantar do curso em 2026 (quando toda a gente o tiver acabado): "SOMOS DA VELHA GUARDA!!! JAVA RULES!!!". Enquanto pasmados jovens olham para nós e dizem:"Um dia quero ser old schooll! Vou para informática!"

Muitos abraços e e linhas de código para vocês todos. Que o Commodore Amiga esteja convosco!

terça-feira, junho 14, 2005

Vou arrastar-te comigo!!!

De certeza que todos ouviram as notícias sobre o arrastão em Carcavelos.. o quê? não ouviram? de certeza? eu sejado levado do demo! coa breca!
Eu vos informarei do que houve recentemente nessa praia portuguesa: houve um arrastão! (não adoram quando as notícias são simples e concisas?)

Agora perguntam vocês meros mortais: "Ó BinteCuatroTreisCentoZinco, o que é um arrastão?"
E eu respondo:"É quando vocês vêem uma nuvem negra, mas que não está no céu, e de repente sentem os bolsos um nadinha mais leves."
Pois é... isto tudo é devido ao ìndice de pobreza do nosso país obviamente. Os rapazes estavam preocupados, porque com 21% de IVA já não iam conseguir comprar aquelas sandálias côr-de-rosa muita giras que viram na loja (isto se o ácaro não as comprou já). Ser pobre é triste, todos estes indicadores que mostram que cada vez o nosso país está mais a bater no fundo, disparam as vendas de Mercedes e Porsches. O que vem a seguir? SEREMOS OBRIGADOS A COMPRAR MASERATTIS, por não termos dinheiro para os carros mais caros? Tipo os suzukis e os volkswagen carocha que cada vez mais escasseiam?

Como nota de rodapé, devo ainda referir que eu quando morrer quero ver as notícias, que é para ver toda a gente que me odiava a falar bem de mim, mesmo sabendo que eu tiro macacos do nariz e conto piadas secas. (Qualquer relação deste parágrafo com o facto da morte de Álvaro Cunhal é totalmente não-intencional)


Ok, agora é a altura da adivinha, esta é de minha criação, é uma espécie de frankenstein humorístico:
"Porque é que os mortos-vivos (ou zombies) se mexem se estão mortos?"

Não percam a resposta no próximo blog!!!! Porque eu também não!

quarta-feira, junho 08, 2005

Pessoa reconhecida

Como já adivinharam pelo título, hoje vou falar de mim. Apesar de ser um assunto deveras interessante e com ramificações infinitas, vou tentar condensar ao máximo a essência do meu ser nestas breves linhas.

Eu até nem sou um tipo muito simpático, charmoso é o vizinho ao oposto da rua e inteligente até sou, mas como isso não chamagajas encaro a minha sabedoria infinitamente grande como um defeito.

Não obstante tudo isso há quem se vire para mim (ou a mim... depende da raiva) para pedir conselhos. Ainda o outro dia, estava eu no IRC quando me perguntam qual a razão de sucesso do meu blog.
"Ah e tal, já escrevi blogs tipo: Levantei-me, vesti as cuecas, lavei os dentes... mas não sei porquê ninguém lia aquilo!"
Claramente quando se fala de cuecas e não se dá dicas de conteúdo sexual, isso é uma atitude que leva um blog ao falhanço.

Contudo, não é preciso falar-se de sexo para se ter um bom blog e lido diaramente por milhares de leitores, apenas é preciso condensar os acontecimentos e usar uns recursos estilísticos para embelezar a coisa. Ora vejamos o exemplo que forneci à rapariga em apuros:

"Exemplo de blog:
Hoje vi um cão morto na estrada,
Parecia papa.
Tinha comido Cérelac ao pequeno-almoço,
Tive de tomar uma Rennie."

GENIALIDADE PURA MEUS AMIGOS!!! Isto é puro nirvana escrito, reparem na elegância, na finess, reparem naqueles recursos estilísticos!!!! (reparem no cheque depositado na minha conta por referir aquelas duas marcas!!!)

É por essas e por outras que eu estou onde estou neste momento, uma pessoa de sucesso, com um blog genialmente bem sucedido.

Notem no entanto que eu não sou só conversa. Sou também um grande estudioso do factor f, e apesar de já ter explicado mais de uma vez, não me canso de voltar a explicar a doutrina do factor f.

Ora vejamos:

Factor F: coisa a evitar;
Factor F: o prof de BE diz que é ruído;
Factor F: Porque protege contra o cancro da pele;
Factor F: porque sim...

Sendo não apenas um objecto de fé, o factor F é também estudado por muitos físicos. Diz-se que é algo tão forte que pode romper a essência espaço-tempo. Pelo menos a mim rebenta-me o cérebro e põe-me a sangrar do nariz, tal murro de Pétit P em Sr. J.

Atentem em futuros blogs... a mascote de LEI nasceu, chama-se ALEIce e nasce da celulose e da frustração nas aulas, fotos brevemente...

terça-feira, junho 07, 2005

Ruídos do além

Hoje não há blog. Estive o dia todo numa espécie de coma profundo e não me lembro de nada do que se passou. Bem... lembro-me vagamente de ter ouvido o prof de BE a falar na existência dum ruído F... e à tarde a Sra. Vân comeu um Magnum e calhou-lhe um F no pau (do gelado... do GELADO suas mentes perversas!).

MEU DEUS, MINHA NOSSA SENHORA DO BINÁRIO!!!

Acabei de me aperceber de uma coisa mirabolantemente fantástica!! Estamos a ser cercados pela força F, está à nossa volta e estamos a ser controlados lentamente por ela (reparem como eu estou a tentar construir uma razão válida para este blog não ter qualquer conteúdo de jeito).

Deixo-vos com um poema:

1001011110
1010011110
10001111
1011111011
101111100
10001010101






(Se foram decifrar aquilo, tenham vergonha e arranjem um hobby... ninguém anda por aí a calcular o valor decimal de nºs binários aleatórios que um tipo qualquer escreve num blog...)


P.S.: Se ainda não perceberam... NÃO, aquilo não tem significado nenhum. Era só para vos chatear... Um abraço ao meu amigo Sr. S e ao seu carisma junto da população feminina, que hoje demonstrou mais uma vez adorá-lo ao mandar bocas infelizes sobre lugares ocupados por mochilas na cantina. Obrigado meninas desconhecidas da cantina, a vossa estupidez é a nossa felicidade (porque nos partimos a rir na cara delas por elas serem tão parvas).

P.S.P.S.: Se não acharam este blog util em nenhum aspecto, sempre podem imprimi-lo e usá-lo como papel higiénico, sempre me fazem uma publicidadezita nos canos de esgoto (que é onde este artigo de hoje devia estar!)

segunda-feira, junho 06, 2005

Voluntariado

A bela aula de SIEE (pois é meus amigos preparem-se para mais uma jornada fantástica nesta aula, que é o clímax do meu blog) hoje não foi leccionada pelo prof. Pá, foi uma das nossas "colegas" de IGE, daqui em diante referida como "A Vermelhinha" devido à sua capacidade de coloração das suas bochechas, que nos fez o favor de instruir e tirar-nos do nosso poço de burrice.

Não obstante termos material para todos trabalharmos no Navision, pois o CIISCTE (o centro de informática do ISCTE) é um organismo que quer ter a certeza que não nos falte nada, A Vermelhinha decidiu que alguns voluntários iriam demonstrar as capacidades deste programa à aula inteira em vez de cada um ter de estar a trabalhar e a testar o Navision (estes belos métodos de ensino avant-garde do ISCTE...).

O primeiro Escolhido para tal tarefa foi o Voluntário Rick. Lá andava o Sr. Rick a mexer no rato da menina a clicar aqui e ali, quando periodicamente se ouvia:

"Ricardo tá quieto! Ricado mexe ali, Ricardo mexe aqui, pára lá quieto!"

Sinceramente eu estava tapado pelo monitor e não percebi muito bem o que se passou, mas acho que a menina Vermelhinha se devia decidir se queria que o Sr. Rick mexesse ou não naquilo. Enfim, vidas...

Após uns tempos a menina Vermelhinha fartou-se do Sr. Rick (as mulheres são mesmo assim, usam-nos e depois troca e deita fora) e dado que o nº de voluntários era muito baixo (o limite tendia para zero) o Sr. Fv encheu-se de coragem e toca de saltar pó rato a clicar no Navision que a menina Vermelhinha tanto estima. Sei que entre a muito interessante matéria que estava a ser leccionada, ouvi uma pergunta à menina Vermelhinha (chica Roja em espanhol) sobre clientes habituais e e facturação... Mas não percebi muito bem a conversa e portanto não posso falar disso.

Estava-nos a ser apresentada a facturação duma empresa de espionagem que vendia canetas-pistola e lápis-pistola (epá, deve ser fixe ter uma empresa daquelas. Aposto que até vendem os sapatos do Batatinha!!), quando o Sr. S referiu que os lápis deviam ter mina dura. Ó amigo Sr. S, era escusado baixares o nível da conversa... "mina dura"? Era mesmo a atirares-te à rapariga!! Olha que ela não é dessas, com ela é só mina mole. Desta vez estás perdoado, mas vamos lá a ver os piropos. E não me digas que era alguma piada sobre munições e que foi a menina Vermelhinha (não relacionada de qualquer forma com a "Capuchinho Vermelho") que se equivocou com a piada, porque essa desculpa já é velha e está mais que usada!!

E pronto por hoje acabou (cada vez mais sinto que escrever um blog é como ir à casa-de-banho quando acabamos sentimos um enorme alívio e até uma réstia de prazer, mas isso sou eu).

P.S.: Queria apenas referir que hoje o Sr. Rick comeu um Magnum e quando ficou apenas o pau do gelado uma revelação aterradora revelou-se perante nós!!






P.S.P.S.: Ah, queriam que eu dissesse o que era? Ok, Ok, eu digo. Nesse pau sem gelado estava escrita a letra F o que nos leva a crer que o gelado estava carregado de Força F, para zelar pelo meu companheiro, vou estar atento aos seus comportamentos nos próximos dias. Se se revelar que ele adquiriu esse poder maligno então o melhor a fazer será abatê-lo, não gosto de ver coisas vivas (animais ou pessoas) em sofrimento...

sexta-feira, junho 03, 2005

Quem é que paga?

O prof de A.M. pôs um ponto no integral hoje. Sinto-me bem por ter dito isto, se bem que não teve piada nenhuma. Voltarei a este ponto mais tarde( do blog, não do integral).

Após uma bela ensaboadela sobre os testes de B.E., que basicamente se traduziu num: "Vocês são burros, os outros são espertos e têm gajas boas." na aula de SIEE nasceu uma revelação gaguejante.

Estava o prof a dar a sua aula e a falar daquelas tretas da contabilidade e whatever quando proferiu a desmistificadora frase:"As empresas não pagam IVA, geram-no, as empresas pagam o IRC.".
Nesse momento, atingiu-me, se as empresas financiam o IRC quem paga o Messenger? O Bill Gates? Nós? Os somalianos?
Na minha humilde opinião, acho que são as empresas de desportos radicais, mais precisamente as de bungee jumping. Surpreendidos? Não acho que estejam, afinal é só verificar o comportamento do messenger: ora cai, ora volta a tar em cima, ora cai, ora lá está ele... É A PUBLICIDADE PERFEITA MEUS AMIGOS!!!

E assim é, um dos mistérios da vida desvendados aqui pelo vosso colega, da próxima vez que falarem pela net, lembrem-se de quem é que paga... relembrando o saudoso (ou não) António Variações:

Quando os dedos não têm juízo, as empresas é que pagam. E isto claro aplica-se também aos ácaros, porque as empresas de chinelos têm de pagar fortunas aos somalianos para eles os fabricarem, e depois vêm vocês e com um teclado dão cabo do equilíbrio financeiro mundial...

E voltando ao ponto inicial deste blog já mundialmente reconhecido:Aqui põe-se os pontos nos ii (ntegrais).

Que o factor F não esteja convosco...

quinta-feira, junho 02, 2005

A vingança dos oprimidos

Tendo sido o dia de hoje um dia muito parado para o nosso belo curso, quero falar-vos dum assunto do qual fui informado ontem, mas o qual espantosamente me esqueci de referir.

Momentos antes da aula de SIEE aconteceu o inesperado, a rebelião do Sr.J contra o jugo tirano da Pétit Patrice. Apesar de todos nós gostarmos de sentir na carne a violência de uma rapariga (não disfarcem vá... todos gostam seus hipócritas!!), chega a uma altura em que se enche o barómetro de porrada e começamos aos pontapés.

Ontem, talvez para comemorar o dia da criança, o Sr.J deu uma de super guerreiro e trata de desancar na PP. Foi um momento triste, eu não estava lá para ver. Felizmente o meu amigo Sr.M gravou td no seu nokia e mostrou o espectáculo sangrento que se passou.

Aquilo era murro, era pontapé, estalada, golpe do dragão... sei lá o que mais. Infelizmente o vídeo ficou a meio do murro do poder sagrado que o Sr.J dirigiu à Pétit P, após o qual ela foi contra a parede causando uma cratera. Rumores não-confirmados afirmam ainda que a Pétit Patrice tentou reunir as suas energias para um kamehameha, mas se aconteceu realmente e se teve sucesso ou não, não sei pois não estava presente.

E realmente como hoje o dia foi calmito, até porque estes dois estavam cansados da batalha de ontem e tinham os seus níveis de energia em baixo, pouco mais há a relatar. Quero apenas lembrar-vos que podem comentar o blog (e devem raios vos partam, anda aqui uma pessoa a escrever pró boneco!!) à vontade e até amaldiçoar-me por o fazer, sim porque eu quero sentir na pele o que os jornalistas da TVI sentem quando fazem as suas reportagens

Então até amanhã (ou até para a semana, que de sexta a domingo vai ser raro haver notícias) e tenham cuidado com os hackers, porque eles são perigosos andam aí e têm o dinheiro todo do mundo nas mãos, e chegam às lojas de marca e compram aqueles chinelos côr-de-rosa que vocês queriam há tanto tempo mas não tinham dinheiro para comprar.

quarta-feira, junho 01, 2005

Dia mundial do puto

Dedico hoje este texto ao dia das crianças, as crianças são a coisa mais importante do mundo!

Passando agora a coisas realmente interessantes, e mandando os putos pró raio que os parta e com os seus presentes do dia da criança (porque é que eu não tenho direito a prendas hoje também?), hoje começou-se bem o dia com uma bela e relaxante aula de A.M..
O professor começou por desenhar um donut integral e cortou-o em pedaços: "Okeijo, isto é o que uma família da Somália (obrigado Fb, não Fv, mas Fb mesmo, nada de confusões) faz a um donut antes de o comer, corta em fatias iguais e aproveitam a refeição." Claro que toda a gente sabe que a realidade somaliana não é bem assim, e que isto só acontece nas famílias mais ricas, aquelas que têm uma casota de palha e um burro na garagem.

Falando em integrais (ATENÇÃO, PIADAS COM CONTEÚDO SEXUAL NAS PRÓXIMAS LINHAS!!), o prof. começou a explicar-nos os belos integrais do contorno, e integrais com buracos... ora quem estava na aula pensou em matemática, mas gente como eu tem logo ideias género: contornos + buracos = gaja. E assim faço a matemática parecer muito mais divertida e até excitante.

Exemplo:

"Ora, deixa-me cá resolver este integral de contorno... resultado 86-60-86, tem buraco... que belo integral este. Sim senhora, que belo par de primitivas."

Claro que a melhor cena a seguir às gajas é mesmo a comida (nada de trocadilhos porcos se fazem favor... isto é um blog sério) e então o prof. desenhou um feijão integral no quadro, o que de certo modo até foi de mau gosto, porque os feijões pelo menos a mim dão-me logo a volta ao intestino grosso, que se entrelaça ao delgado e no fim... no fim sai merda. e assim se foi o meu entusiasmo pela matemática pela pia abaixo.

E hoje há uma notícia estrondosa, uma mosca andava a rodear os acetatos no retroprojector o que criava um belo espéctaculo de sombras em plena aula (sinceramente se pensaram que isto era a notícia estrondosa, get a life... ou mesmo um cão já ajuda), leiam ora pois a seguinte frase magnificamente inspirada que surgiu na sala:

"As moscas estão onde a merda está. A mosca estava no retroprojector, logo a matéria..."

Riram-se com isto?


TENHAM VERGONHA, essa frase foi feita pelo Sr. Fv e eu não achei graça nenhuma. Até tinha achado, mas ó Sr.Fv depois de dizer merda tanta vez (pronto, ok, só uma vez na frase, mas não interessa) chega-se ao fim deste raciocínio filosófico e não se diz o fim? Assim pessoas como eu que não são assim tão perspicazes quanto isso, ficam na expectativa. ESTÁ MAL! Ora pois claro que está. Portanto aqui deixo o aviso: Sr.Fv, da próxima vez que disser uma piada, explique tudinho aqui ao BinteCuatroTreisCentoZinco, porque eu sou burro e se ficam ali reticências no fim tenho pena de não perceber a piada.

P.S.: Acabei por perceber a piada depois de muito pensar, mas era escusado eu estar a queimar o cérebro, que preciso dele para mexer os dedos e para abrir latas de conserva.