sexta-feira, outubro 21, 2005

Tendências suicidas

Eu sei que este blog é geralmente associado à juventude e às vezes até tem conteúdo humorístico e tal (mais “e tal” que “humorístico” na maior parte das vezes), mas hoje dirijo este blog aos milhões de pais que o lêem com frequência (eu sei que o contador de visitas apenas conta 500 e poucas visitas, mas os pais são manhosos…).

Hoje, durante a aula de Bases de Engenharia do 1º ano (sim, isto hoje é sobre o curso de LEI no ISCTE! Regozijem-se todos os que já sentiam falta destas pequenas lendas estudantis.) foi-me trazido à atenção uma nova forma de suicídio juvenil: O “ACTO DE PENDURAR-SE NUMA CADEIRA ATRAVÉS DUMA ROLDANA E PELA ACÇÃO DE PUXAR UMA CORDA, IÇAR-SE E DEPOIS NO FIM DE TUDO LARGAR E MORRER DEVIDO À ACÇÃO GRAVÍTICA”, este sucinto nome é a descrição para o acto que vemos a seguir:




(Estas imagens são uma simulação, não são reais! A veracidade impressionante destas imagens deve-se a manipulação digital altamente especializada.)

Tenebroso… Já não bastava milhares senão milhões de jovens suicidarem-se diariamente através dos mais variados meios, vem a Física e consegue criar mais um modo de suicido terrivelmente eficaz.

O método de prevenção que recomendo aos pais será talvez não comprarem cadeiras feitas por encomenda, corda extremamente forte que dê apara aguentar o peso de uma cadeira e um jovem e não comprarem acima de tudo roldanas… Lembrem-se que educação dos vossos filhos pode entrar num plano completamente secundário se tomarem em atenção o que compram aos vossos filhos.

Como sempre existem alguns sintomas prévios que permitem a identificação dos jovens potencialmente suicidas através deste método:

  1. Serem extremamente magros;

  2. Terem um braço inumanamente comprido (para segurarem a corda no extremo oposto);

  3. Serem baixos (para não baterem com a cabeça nos aros de ferro da cadeira;

  4. Possuírem apenas dois fios de cabelo (espetados) no topo da cabeça;

  5. Lerem livros da Margarida Rebelo Pinto (ATENÇÃO: Jovens que tenham este comportamento já se encontram numa fase preliminar de suicídio cerebral!);

  6. Votarem no Bloco de Esquerda só porque é o “partido dos jovens” (reparem como o jovem agarra a corda com a sua mão esquerda, só pode estar relacionado…)

  7. Dizerem insistentemente que se vão matar, suicidar ou que vão pôr termo à vida;

  8. Não serem muito inteligentes e até burros (para verificar este sintoma, verifiquem se ele vê a TVI com frequência, especialmente, mas não exclusivamente: novelas, telejornais ou reality shows)

  9. Chamarem-se Pedro, Tiago, Nuno, ou qualquer outro nome masculino (Ana, Patrícia, Felismina, ou outro nome feminino no caso de ser do sexo feminino)

Pois é… às vezes este blog tem notícias tristes do mundo real, mas tem de ser mesmo assim, nem tudo são rosas…

Because I care…
Parvo na Cadeira