domingo, outubro 29, 2006

Lain

Epá isto hoje em dia é só posts, dêem graças à minha frustração actual por isso. Frustração = posts no blog, sim, porque senão não haviam livejournals e fotologs!

Hoje comecei a ver Lain. Apesar do primeiro episódio ser um pouco parado *inserir barulho de ressonar aqui* devo dizer que o segundo episódio, apesar de também ser paradito, me despertou o interesse.

Não sei porquê sempre gostei mais dos anime mais filosóficos e reflexivos que dos Dragon Ball Z ou outros iguais (se tivessem acção bem coreografada pelo meio melhor!)

Pelo menos se Lain não me trouxer mais nada, trouxe-me ao conhecimento uma boa banda de nome Boa (riam-se, era um trocadilho), no anime a intro é composta pelo tema "Duvet", pena que essa mesma banda esteja a tirar um tempinho... mas a boa música não morre (riam outra vez que eu hoje estou numa de inspiração!)

Falando especificamente de Lain ou Serial Experiments Lain, pelo que vi é uma série que dá que pensar, centrando-se no tema vida para além da morte, se bem que parece ir muito mais fundo que isso (ainda não vi o suficiente para uma análise completa).

A arte é um pouco estranha, mas ao mesmo tempo tem uma beleza simples, nos seus tons desajustados.

Aconselho a todos aqueles que procuram animes um pouco diferentes e até mesmo áqueles que não gostem de anime, mas gostem de coisas com significados mais profundos. Talvez estes últimos percebam que anime não é só Yu-Gi-Oh e Dragon Ball Z.

Perguntam vocês o porquê deste post um pouco desajustado à mecânica d'O Factor F, ao que replico : "Às vezes precisamos de fazer algo completamente diferente só p'ra não chatear".

Se gostarem destes posts menos humorísticos e mais de opinião, até se podem repetir outras vezes (e mesmo que não gostem levam com eles!).

Gatos e Doninhas

Quem viu o 1º episódio de "Diz que é uma espécie de magazine" dos Gato Fedorento
e esteve atento à música inicial (que só por acaso corresponde também há música final) sabe que se fez menção a este blog, sim, pois na parte final da música diz: "E volta e meia há gajas nuas".

Pois bem, todas as gajas nuas foram fornecidas pelo staff d'O Factor F obviamente... se não acreditam é só ver os links no início da barra lateral (também chamada de barra F).

Só achei que apesar do programa ser feito pelos Gato Fedorento, foi um bocado de mau gosto terem trazido uma doninha malcheirosa para o programa.

Mudando de assunto: Iogurtes líquidos de banana. A minha opinião é não. Mas cada um saberá as analogias possíveis dos líquidos que bebe.

sábado, outubro 28, 2006

O que procuras tu pequenino?

Pensamento dos engenheiros de software que criam motores de busca: "O meu trabalho vai ajudar várias pessoas do mundo a serem mais produtivas e mais facilmente acharem o que querem com menos esforço!"

Pensamento do comum utilizador de motores de busca: "GAJAS!! ONDE É QUE ESTÃO AS GAJAS????"

Pensamento do autor deste blog: "Como é que esta gente vem cá parar?"

Acreditem que não há nada mais divertido no mundo, que ver através de que procuras nos motores de busca as pessoas vêm parar ao "O Factor F".

Basicamente posso dizer que se alguma vez a Luciana Abreu (também conhecida como Floribella ou "a menina que está quase a ter um esgotamento todas as semanas" segundo várias revistas da especialidade) se despir para a Playboy a Floresta Amazónica morre, pois não há árvores suficientes no mundo para criar o volume de papel necessário para os interessados em tal publicação.

Será que há mesmo gente por aí que quer ver aquela tipa com cara de zombie nua a todo o custo?

Outra procura interessantes que veio parar a esta sarjeta intelectual que é "O Factor F" é por exemplo:

"o contacto msn do cristiano ronaldo"

Alguém acredita que um tipo que basicamente nada em dinheiro anda por aí no msn? E que mesmo que por alguma razão andasse, este menino teria o msn por aí espalhado?

E sinceramente dado que o msn é feito para falar, tendo em conta que o Cristiano Ronaldo é um bronquinho que sabe dar pontapés em bolas, não vejo o interesse de ter um meio de comunicar com essa pessoa.

Alguém procurou também a "fábrica onde se fabrica as mitras", bem caro senhor é só olhar pela janela e ver abéculas vestidas de cor de rosa, para que é preciso achar a fábrica? Eu até acho que os mitras não são fabricados, naquela do "se não nascesses eras inventado", acho mais que aparecem de pop-up como o adware, ninguém os quer mas de vez em quando: "pop! Olá! Cá estou eu!"


Ora isto tudo para dizer o quê? Porquê fazer um post sobre procuras em motores de busca?

Bem, há quem diga que este excelso blog não tem nenhum objectivo, mas hoje como promoção tipo Feira Nova, levam dois objectivos em vez de nenhum.

Objectivo 1) As pessoas usam a internet para procurar fotos pornográficas ou eróticas de celebridades, porque pelos vistos para conhecer uma actriz é preciso conhecer o que está por dentro (da roupa isto é).

Objectivo 2) Nunca toquem no teclado doutra pessoa. (Acho que já perceberam o porquê, um porquê pegajoso!)

Objectivo 3) Não há. Eu disse dois e são só dois. Toma que já almoçaste!

sábado, outubro 21, 2006

Onde está o amor?

Se aqui no escritório d'"O Factor F" há uma problemática constantemente debatida é a falta de carinho no mundo.

Penso que tudo comece porque hoje em dia a crianças nao são educadas para ser carinhosas. Onde estão os ursinhos carinhosos? Onde está o meu pequeno pónei? Hoje em dia os desenhos animados não têm substância nenhuma, até o Noddy é um parvalhão a quem bastaria dizer para se atirar de uma ponte, que o idiota o faria.

Talvez seja por isso que o mundo de hoje em dia está cheio de "gangstas". Gente que cresceu sem carinho.

O Factor F, agora servindo o seu objectivo como serviço público (começámos com a petição pouco carinhosa para acabar com os basofes), espalha a palavra dos abraços à borla!

Podem verificar aqui o dito vídeo:



De facto, eu próprio recebi este vídeo por mail (obrigado, senhor Ricardo) e me senti carinhosamente abraçado.

O apelo que lanço é: Quando virem um/a amigo/a na rua em vez de lhe apertarem a mão, ou beijá-la na face ou mesmo fazer uns movimentos com os dedos tortos e dizer "yo comé?", dêem-lhe um abraço! Um grande e carinhoso abraço! Se for preciso chorem um bocadinho até!

A questão que se põe é: Nós dizemos que a nossa sociedade é livre e liberal como nunca no passado o foi, mas será que conseguem abraçar toda a gente que veem na rua (ou pelo menos só os amigos) SEM serem condenados socialmente como gayzolas ou pessoas emocionalmente carentes? (Tendo esta última hipótese uma conotação altamente negativa, o que não deixa de ser um pouco estranho)

Outra questão é: Será que vocês se importam de vistos como algo que não são, mesmo vocês sabendo que não o são?



O Ursinho Carinhoso Na Cadeira
Lutando pela verdadeira liberdade!

Hasta la victoria siempre! Ahora da-me un abracito cariño! :D

segunda-feira, outubro 16, 2006

Petição para acabar com a pobreza em Portugal

Pois é, juntando-se à TVI em espírito de caridade extrema visando ajudar todos os pobres de Portugal e não, não estou a falar dos imigrantes ilegais que vêem para Portugal apenas para serem pedintes ou mesmo de pessoas a quem a vida não sorriu e foram parar à pobreza. Estou a falar obviamente dos basofes.

Todos nós andamos pela rua... e vemos esses pobres coitados vestidos ridiculamente, em poses ridículas, com atitudes ridiculamente ridículas.

Na blogosfera nascem todos os dias blogs que exploram a ridicularidade (sim, há aqui uma recorrência de uma certa ideia caso o leitor ainda não tivesse reparado) do "movimento basofe". Existem blogs que inclusivamente são ameaçados pelos ditos "basofes" pela ridicularização de que são alvo. Mesmo quando são os próprios que dizponibilizam pelo hi5 estas fotos ridículas.

Reparem o ênfase dado a palavras como "ridículo", "ridículas", "ridiculamente" neste post assim como a sua constante repetição, ora isto acontece para verificar se o ìnfimo, mas mesmo assim existente cérebro basofiano percebe um padrão recorrente numa ideia associada ao seu comportamento e aspecto ridículo (ai! lá estou eu outra vez!).

É triste... é triste andar na rua e ver estas figuras que pela diminuída auto-confiança, que pode existir por vários motivos, deixo essa análise para o Psicologicamente..., tentam parecer uns gunas "béda perigosos que te podem xinar a qualquer momento, sócio!", mas que no final de contas se vestem de côr-de-rosa bebé para afirmar timidamente a sua homossexualidade não assumida.

PÁREM de se vestir de côr-de-rosa, os gays decentes têm vergonha de serem confundidos por bichas como vocês.

Eu podia fazer como outros blogs e gozar incessantemente estas tristes figuras ou ter pena dos pobres pais que deram à luz estas abéculas sem carta de condução para o cérebro. Mas o "O Factor F" vai além!

Não vale a pena dar sugestões aos própios basofes também, pois de tanto tempo a usar o "cap" (bonézinho à panilas em muitos dos casos dos New York Yankees e em cor de rosinha) tem o miolo frito, para além de vários problemas a nível capilar.


"O Factor F" orgulha-se de apresentar a PETIÇÃO: FIM AO BASOFISMO. Pois é, vamos acabar com estes pobres de espírito que precisam de fazer ar de mauzões e músculo falso, vestir como mendigos andrógenos, e empunhar canivetes e armas de fogo de plástico juntamente com um punhado de notas que retiraram do porquinho mealheiro depois do natal para se sentirem aceites na sociedade do gueto. Se bem que se a maior parte passasse sequer num gueto borrava-se todo de medo, quanto mais a afirmação recorrente e ridícula (lá está!) de que vivem num. Acredito que afirmações ridículas como esta sejam criadas devido ao estado febril induzido pelo tal "cap".


Ajudar não custa.

No entanto se quer que ajudar custe pode sempre usar uma das seguintes imagens (use "guardar como" ou "save target as" dependendo do seu browser) e aponte o link para http://www.petitiononline.com/fimbasof/petition.html ou http://ofactorf.blogspot.com/2006/10/petio-para-acabar-com-pobreza-em.html .









E lembre-se, meta o basofe no Basofão! (Um dia até pode ser que saia uma pessoa normal e não um parasita da sociedade mal-educado e com a mania que é alguém! =D )


AVISO: Para todos os basofes/basofas que queiram enviar pensamentos carinhosos, ameaças, ou caixas de bonbons aconselha-se o uso da língua portuguesa. Pitês e suas variantes serão censurados.

segunda-feira, outubro 02, 2006

COBRAS NUM AVIÃO!!!

...continuo a achar que era um melhor título que "Serpentes a bordo"...

Ok.. mudando o assunto da categoria "Títulos que não têm nada a ver com o conteúdo em si":

Decerto já todos ouviram a expressão: "Tão mau que até chega a ser bom", mas nunca ninguém ouviu a expressão: "Tão bom que até é mau", sabem porquê? Porque não há nada assim tão bom!

Aproveito para publicitar a versão internacional deste blog, traduzida por nem mais nem menos que o Zezé Camarinha.

"Shorráite beibe, ai ave véri sucksex wite calippo ideia. Be mai plésure tu transleite iór belógue!"

Pois é num porreiraço, e para não escandalizar os ingleses (que são muito conservadores) até traduziu "Floribella a dar uns belos broches" para "Floribella to give to beautiful pins".

E já que estamos a falar de Floribella, aproveito e uso a sua foto para um pequeno exercício nivel de expressões faciais (e não extrapolando "facial" para outros contextos):

Vamos verificar que condições a nível facial (ai... deixem lá os sentidos bukkakke disto...) são precisas para identificar uma pessoa cínica:


Hmmm... acho que temos uma vencedora ^^

Parvo Na Cadeira